terça-feira, 22 de janeiro de 2013

French=Romantic

"Sans toi, les emotions d'aujourd'hui ne seraient que la peau morte des emotions d'autrefois."

Sem ti, as emoções de hoje não seriam nada mais que a pele morta das emoções de outrora.
Le fabuleux destin D'Amelie Poulain




Encontrei esta frase e ainda me deu um bocado que pensar, porque quando se lê logo á primeira não dá para perceber o seu significado (pelo menos comigo foi preciso ler duas vezes). É muito adorável e romântica, expressa mesmo o marco que alguém pode ter na nossa vida, ao ponto de condicionar tudo o que sentimos daí para a frente. No entanto, em francês tem sempre outro ar, muito mais...talvez intemporal e místico.

Aliás, porque é que o romance está tão associado aos franceses? Paris é considerada uma das cidades mais apelativas para questões de romance (até no Ratatui é mencionado, e o Ratatui não se questiona!), a própria língua  os croissants, as boinas, a musica com concertina... não sei mas a maior parte das pessoas faz esta associação. Deste modo, aparentemente, Paris é a cidade do amor (  para além das luzes, claro) porque todos os anos, milhões de pessoas lá vão para passar umas férias românticas e encontrar o cenário perfeito para, em seguida, voltar para casa felizes e espalhar a palavra. Paris, basicamente, só por si é uma marca; you mention the name and it definitely does ring a bell.





Já eu, fico feliz com uma boina, um croissant e uma torre eiffelzinha! Está sem duvida na minha lista de sítios para visitar.



Edith Piaf - La vie en rose

Nenhum comentário:

Postar um comentário