sábado, 16 de fevereiro de 2013

Random #1

Aloha!

Bem, hoje lembrei-me de comentar de uma forma breve e concisa o quão engraçadas são as conversas alheias, quando ouvidas de passagem, por estranhos e completamente fora do contexto.
Ok, provavelmente acontece com toda agente, mas naqueles pequenos instantes em que apanhamos uma frase verdadeiramente hilariante, temos sempre tendência a pensar que os outros são malucos.

1. Miuda no Mc, com 13 anos ou menos, com um telemóvel significativamente melhor que o meu e umbigo quase á mostra: Oh Meu Deus e o gajo vira-se e diz isto e espera que eu aceite na boa!
    Outra miuda na mesma situação: Ya, ele não te devia ter feito isso! Ah, acabei de receber uma mensagem da Sofia! Temos de nos encontrar todas amanha!
    Miuda no Mc, com 13 anos ou menos, com um telemóvel significativamente melhor que o meu e umbigo quase á mostra: Ya! Onde é que lhe dá jeito?
     Outra miuda na mesma situação: Na Alameda. Pode ser?
    Miuda no Mc, com 13 anos ou menos, com um telemóvel significativamente melhor que o meu e umbigo quase á mostra: A serio? Oh Meu Deus, estou tão farta da Alameda(???)! Gosto bue do teu top!


Tenho duas coisas a dizer:
  1. Como é que ela está farta da Alameda?
  2. Com a idade dela, ainda era a minha mãe que me escolhia a roupa, quanto mais falar de gajos!

2. Rapaz chunga ao telefone: Não sabes onde é puto? É tipo um largo com relva, bem não é bem um largo, mas é um largo.

Com isto tudo, só espero que o "puto" não se tenha perdido! Ás vezes Lisboa é um pouco propensa a essas coisas...




   
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário