quarta-feira, 8 de maio de 2013

Own frustrations


A vida podia simplesmente ser uma panóplia de planos de acção sobrepostos, e eu cada um deles, as pessoas podiam levar uma vida diferente. Como se fossem muitos mundos paralelos, mas sempre para  mesma pessoa, e essa pessoa tinha consciência das suas múltiplas vidas. Podia ser astronauta numa, e fazer croissants numa pastelaria noutra. Ou então ser uma cantora lírica e numa outra provadora de comida. Ou então muitas outras coisas. E viver em sítios diferentes, em circunstâncias diferentes, tudo ao mesmo tempo!

Mas não!
Why, life?  Why would you be like that? Que temperamental!



Nenhum comentário:

Postar um comentário