sábado, 15 de junho de 2013

Azares de comida

Estou a falar daqueles momentos horríveis em que encontro uma lagarta ao assim numa folha de alface, e depois já nem sei o que posso comer mais, ou se consigo comer mais alguma coisa. Porque nunca ninguém sabe de onde ela veio (mais provável, veio já da hortinha), e depois começam a dizer que deve ter caído no prato. Sim, porque lagartas a voar e a cair nos pratos é um fenómeno que está sempre a acontecer. Do mais comum até.
E depois há sempre alguém com piadinhas do estilo "Então, era só mais um bocadinho de carne, de proteína!". É assim, amigo, se queres a carne é toda tua, agora deixa-me entrar em pânico e ficar enojada á vontade! Estou no meu direito!

Depois também há aquela altura em que se anda a dar demasiada confiança aos pombos, vamos comer á Casa das Sandes, ficamos na esplanada, e quase se é comido pelos pombos, que andam basicamente em cima do tabuleiros! É suposto terem medo de nós! Esta repentina perda de medo é nociva! Eles que tenham respeitinho e mantenham a distância, porque isto de quase se comer penas de pombo é uma chatice!

Nenhum comentário:

Postar um comentário