sexta-feira, 28 de março de 2014

Tão épico, não sei se chore ou continue arrepiadinha da vida



Sem dúvida que os amores proibidos são os melhores, quando os intervenientes não morrem, claro. Aliás, acho que deve haver mais paixões perante proibições que ao contrário, afinal de contas as regras estão lá para ser quebradas. Romeu e Julieta e Amor de Perdição são excepções, não acredito em amores á primeira vista, muito menos em alguém que se suicida por uma pessoa que conhece á poucos dias ou então quando quase nunca falaram. Mas quando não morrem tem sempre imensa piada.
Mas na Pocahontas é como se eles estivessem a aprender um com o outro, e é tão épico, e falam de animaizinhos no meio e sobre a terra e assim...estou aqui pareço uma galinha, toda arrepiadinha!
Não gostava nada deste filme quando era mais nova, agora está no meu top.

P.s: Quero voltar a agradecer á Disney por suavizar todas as histórias originais antes de fazer os filmes. Salvaram a infância de muita gente, eu incluída. 

Um comentário: