sábado, 26 de abril de 2014

há mais peixes no mar

Ainda hoje estive a falar com uma amiga sobre isto: Porque é que somos tão complicados? 
No que toca a relações, tenho mesmo ideia que as coisas têm de fluir e que tem de ser natural. A partir do momento em que uma pessoa se apercebe disso, acaba por forçar tudo - Para a semana tenho de marcar um café; Temos de ir ver este filme ao cinema; Tenho de passar mais tempo com ele; Podíamos ir dar uma voltinha na Baixa ou assim; Vou lá dar um saltinho para o ver. 
E quando se dá conta, já só se pensa no assunto, e gera-se uma pressão ridiculamente grande. E perde a naturalidade toda e o "engraçado" de gostarmos de alguém. E deixa de ter piada, e passa a ser até doloroso, ainda pior quando só da nossa parte é que há esta insistência para estar junto, quando não vemos esta pressão dividida pelos dois (se bem que, porque razão é que haveria de ser dividida, quando o sentimento é claramente unilateral?). Por isso Fuck It!
Se já nem connosco mesmos nos sentimos bem, pois que se vão lixar, há mais peixes no mar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário