quinta-feira, 22 de maio de 2014

Penny Dreadful

Depois de ver "American Horror Story", senti uma enorme necessidade de dar continuidade a minha cultura televisiva no que toca a histórias psicopatas, com psicopatas e sobre psicopatas.
Assim sendo, comecei a ver Penny Dreadful, e já estou viciada ao nível de Game of Thrones, se bem que por um diferente motivo. Em Game of Thrones, se perdes um episódio, com certeza que vais perder uma cena extremamente importante e descobrir mais tarde pelo facebook ou pelo tumblr, o que para mim é do mais traumático que pode haver. Neste caso desta série, trata-se do simples facto de estarem sempre a acontecer coisas super estranhas, que nunca são verdadeiramente explicadas, logo tens de continuar a ver para perceber o que se está a passar com as personagens, quem elas são e por aí.
Alguns exemplos de personagens são o Dr. Frankenstein (de Mary Shelley), vampiros (não são como os do twilight), Dorian Gray (de Oscar Wilde) e a Eva Green, que é uma vidente daquelas a sério que vê mortos (óbvio que não se chama Eva Green, mas quando ela aparece nem sei como não a chamar pelo nome).
Tudo isto é então uma mistura de personagens da literatura clássica envolvidas num mistério do mais dark que há, ou seja, estava mesmo a chamar por mim.
Tudo começa com um homem muito rico cuja filha foi raptada pelos vampiros e estas pessoas vão aparecendo no caminho dele e de alguma maneira intervêm na busca pela rapariga. Ok, apesar da descrição parecer estúpida, vale totalmente a pena ver.




Este Dorian Grey é um lindinho!


Nenhum comentário:

Postar um comentário